Educação especial e formação inicial no contexto regional do Amazona s/ Educación especial y formación inicial en el contexto regional del Amazonas

Palabras clave: educação especial, formação inicial, contexto regional

Resumen

Objetivo: O presente artigo tem o objetivo de contextualizar a educação especial nas últimas décadas, como um desafio para o Estado do Amazonas, sobretudo no diz respeito à formação de professores nas diversas áreas para atenderem a nova demanda que se encontra nos espaços escolares: os alunos com necessidade educacionais especiais.

Métodos: A partir da revisão documental, analisou-se a legislação brasileira em educação especial, e a bibliografia em educação especial e formação inicial de professores para o atendimento de alunos com necessidade educacionais especiais, o levantamento do Programa Pedagógico do Curso (PPC) de cursos de licenciatura de universidades públicas e privadas do estado do Amazonas.

Resultados: O resultado apontou que, no universo de oito universidade do Estado do Amazonas selecionadas pela pesquisa, somente uma universidade traz o tema educação especial no Programa Pedagógico do Curso de dois cursos: Pedagogia e Normal Superior.  

Conclusão: Os alunos com NEE estão se inserindo nas demais modalidades de ensino, estão saindo da educação infantil chegando ao ensino médio, e outros até ao ensino superior. São mediante a estas questões que refletir e discutir a respeito da formação inicial do professor do ensino básico neste percurso da educação especial na perspectiva da inclusão, tornando-se necessário para este processo transformação dos espaços socioeducacionais. Portanto, o desafio no contexto regional é [re]pensar a formação docente a partir do movimento da política de inclusão, pois é indubitável a necessidade de preparar o professor para nova realidade escolar. Isso acontecerá reestruturarmos os projetos pedagógicos de cursos que norteiam a formação docente.

Biografía del autor

Reinaldo Oliveira Menezes, Universidade Federal do Amazonas

Assistente Social. Especialista em Ensino de Filosofia no Ensino Médio (2019). Mestrando em Educação pelo PPGE e Graduando em Licenciatura em Filosofia, ambas pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM. Bolsista CAPES.

Hellen Cristina Picanço Simas, Universidade Federal do Amazonas

Doutora em Linguística pela Universidade Federal da Paraíba, Brasil (2013). Adjunto 4 da Universidade Federal do Amazonas Membro do programa de Pós-Graduação em Educação da UFAM. Líder do Núcleo de Estudos da Linguagem - NEL-Amazônia

Citas

Bueno, J. G. (1999). A educação inclusiva e as novas exigências para formação de professores: algumas considerações. Em M. A. Bicudo, & C . A. da Silva Júnior, Formação do educador e Avaliação Educacional (Seminários e Debates) (Vol. II, pp. 149-164). São Paulo: Editora UNESP.

Candau, V. M. (2012). Direito à educação, diversidade e educação em direitos humanos. Educ Soc, 33(120), 715-726. Acesso em 1 de marzo de 2020, disponível em http://www.scielo.br/pdf/es/v33n120/04.pdf

Constituição da República Federativa do Brasil. (1988). Diário Oficial da União, República Federativa do Brasil. Brasília. Acesso em 5 de outubro de 1988, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/DOUconstituicao88.pdf

Damasceno, A. R., & Da Costa, V. A. (2014). Política organizada e trabalho na escola: projeto pedagógico da educação inclusiva. Em M. A. Matos, Educação e Política: enfoque da diversidade, diferença e deficiência na Amazônia (pp. 54-69). Manaus: Editora Vitória.

De Souza, P. R., & Vasconcelos, A. L. (2017). Educação inclusiva e diversidade: a prática docente no cotidiano escolar no contexto Amazônico. Em Organização de Maria Almerinda de Souza Matos, Metodologia especial e inclusão: veredas da investigação no contexto da globalização. (pp. 44-61). Manaus: EDUA.

Decreto n.º 6.949, de 25 de agosto de 2009. (23 de outubro de 2009). Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova York. Fonte: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d6949.htm

Decreto nº 6.571, de 17 de setembro de 2008. Dispõe sobre o atendimento educacional especializado, regulamenta o parágrafo único do art. 60 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e acrescenta dispositivo ao Decreto no 6.253, de 13 de novembro de 2007. Brasília: Diário Oficial da União. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/decreto/d6571.htm

Decreto nº 7.611, de 17 de Novembro de 2011. Sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências. (17 de novembro de 2011). Brasília. Acesso em 9 de junho de 2019, disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil03/_Ato2011‐2014/2011/Decreto/D7611.htm

Grassi, T. M. (2018). A inclusão e os desafios para a formação de docentes: uma reflexão necessária. Acesso em 20 de dezembro de 2018, disponível em http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1376-8.pdf

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. (2014). Sinopse Estatística da Educação Superior. Ministério da Educação. Acesso em 03 de mar. de 2019, disponível em http://portal.inep.gov.br/basica-censo-escolar-sinopse-sinopse.

Jannuzzi, G. S. (2012). A educação do deficiente no Brasil: dos princípios ao início do século XXI (3ª ed.) rev. Campinas, Brasil: SP: Autores Associados.

Laplane, A. L. (2006). Uma análise das condições para a implementação de políticas de educação inclusiva no Brasil e na Inglaterra. Educação & Sociedade, 27(96 Especial), 1-10. Acesso em 10 de outobro de 2019, disponível em https://www.scielo.br/pdf/es/v27n96/a04v2796.pdf

Lei 12.061. (27 de outobro de 2009). Diário Oficial da União, nº188, 27 de outubro de 2009. Brasília: Diário Oficial da União. Acesso em 10 de julho de 2019, disponível em https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2009/lei-12061-27-outubro-2009-591900-publicacaooriginal-116953-pl.html

Lei n. 12.796. (4 de abril de 2013). Brasília: Planalto. Acesso em 10 de julho de 2019, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2013/Lei/L12796.htm

Lei nº 10.436. (24 de abril de 2002). Brasil: Diário Oficial da União. Acesso em 10 de julho de 2019, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm

Lei nº 13.632. (6 de marco de 2018). Diário Oficial da União de 07/03/2018. Acesso em 10 de julho de 2019, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2018/Lei/L13632.htm

Lei nº. 7.853. (24 de novembro de 1989). Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília. Acesso em 23 de outobro de 2019, disponível em https://www.presidencia.gov.br/ccivil_03/Leis/L7853.htm

Mantoan, M. T. (2004). Caminhos pedagógicos da Educação Inclusiva. Em R. G. Meneghetti, Caminhos pedagógicos da educação especial. Petrópolis: RJ: Vozes.

Martins, L. A. (2015). História da educação de pessoas com deficiência: da antiguidade ao início do Século XXI. Campinas, Brasil: SP: Mercado de Letras.

Martins, L. M. (2010). O legado do século XX para a formação de professores. En L. M. Martins, & N. Duarte, Formação de professores: limites e alternativas necessárias. São Paulo: Cultura Acadêmica.

Mazzota, M. J. (1993). Trabalho docente e formação de professores de Educação Especial. São Paulo: EPU.

Mazzota, M. J. (2011). Educação especial no Brasil: história e políticas públicas. São Paulo: Cortez.

Menezes, D. O. (2019). Educação Inclusiva: incluir no âmbito escolar não é o mesmo que estar inserido no âmbito educacional. Pesquisa e Prática em Educação Inclusiva, 2(3), 24-38. Acesso em 01 de setembro de 2019, disponível em http://www.periodicos.ufam.edu.br/educacaoInclusiva/ view/4196

Ministério da Educação. (20 de dezembro de 1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 9.394). Brasil: Ministério da Educação. Acesso em 10 de agosto de 2019, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Ministério da Educação. (2001). Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Brasília, D.F.: Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial (MEC/SEESP). Acesso em 10 de julho de 2019, disponível em http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/diretrizes.pdf

Ministério da Educação. (11 de setembro de 2001). Resolução nº 2, de 11 de setembro de 2001. Acesso em 9 de junho de 2019, disponível em http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB0201.pdf

Ministério da Educação. (2010). Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010. Acesso em 9 de junho de 2019, disponível em http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb004_10.pdf

Ministério da Educação. (2015). Resolução nº 2, de 1º de julho de 2015. Acesso em 10 de julho de 2019, disponível em http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file

Ministério da Educação. (2018). Resolução nº 3, de 21 de novembro de 2018. Acesso em 3 de junho de 2019, disponível em http://www.in.gov.br/materia/

Nozi, G. S., & Vitalianno, C. R. (set./dez de 2017). Saberes de professores propícios à inclusão dos alunos com necessidades educacionais especiais: condições para sua construção. Revista Educação Especial, 30(59), 589-602. Acesso em 10 de outubro de 2019, disponível em https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/28080

Santos Junior, M. R., & Santos, M. R. (2018). Desafios da Formação de Professores na perspectiva da luta pelo território das populações tradicionais da região do Arapixuna. Acesso em 10 de outubro de 2019, disponível em https://www.encontro2018.historiaoral.org.br/resources/anais/8/1524882279_ARQUIVO_DesafiosdaFormacaodeProfessoresnaperspectivadalutapeloterritoriodaspopulacoestradicionaisdaregiaodoArapixuna.pdf.

Saviani, D. (2014). Sistema Nacional de Educação e Plano de Educação: significado, controvérsias e perspectivas. Campinas: Coleção Polêmicas do Nosso Tempo.

Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino. (s.d.). Educação e Qualidade do Ensino. Acesso em 5 de fevreiro de 2019, disponível em http://www.educacao.am.gov.br/

Silva Neto, A. d. (jan./mar. de 2018). Educação inclusiva: uma escola para todos . Revista Educação Especial, 31(60), 81-92. Acesso em 13 de dezembro de 2018, de Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

UNESCO. (1994). Declaração de Salamanca e linha de ação sobre necessidades educativas especiais. Brasília: CORDE. Acesso em 10 de outubro de 2019, disponível em http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf

UNESCO. (s.d.). Declaração mundial sobre educação para todos e plano de ação para satisfazer as necessidades básicas de aprendizagem. Acesso em 10 de outubro de 2019, disponível em http://unesdoc.unesco.org/images/0008/000862/086291por.pdf

Publicado
2020-06-15
Cómo citar
Oliveira Menezes, R., & Picanço Simas, H. (2020). Educação especial e formação inicial no contexto regional do Amazona s/ Educación especial y formación inicial en el contexto regional del Amazonas. Transformación, 16(3), 371-390. Recuperado a partir de https://revistas.reduc.edu.cu/index.php/transformacion/article/view/e3341